VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA COMPETIR COM OS NOVOS MODELOS DE NEGÓCIO?

0
98
Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

Sem dúvida alguma novos modelos de negócio vão surgir dessa crise e isso já está acontecendo. Um exemplo desse retrato é a Airbnb, que quase foi à falência na crise aguda da Covid-19. Durante duas semanas a startup quase faliu depois de 12 anos de atuação, demitiu 1,9 mil colaboradores, e teve que se reinventar. Além de não ter perdido nenhuma propriedade, a aposta são temporadas mais longas e a preferência das pessoas vai ser por viagens nas localidades próximas, como eu já analisava em uma reportagem em que fui fonte no jornal O Estado de S. Paulo.

E como os hotéis podem se reinventar? A essência da hospitalidade é o atendimento, acolhimento, a arte do bem receber.

REINVENÇÃO E CONEXÃO COM O CLIENTE

Não há muito segredo para a reinvenção, bastando investir nas pessoas, no seu produto e manter-se atualizado para melhor entregar uma prestação de serviços focado na excelência.

Se você conseguir criar uma conexão com seu cliente, ele se lembrará dessa experiência porque você e seu time fizeram com que este cliente se sentisse especial e único e não mais um que só passou pelo seu hotel/resort.

Feliz do gestor que investe nas pessoas e as fazem se sentirem parte do projeto. O melhor modelo de gestão é aquele em que o gestor consegue fazer com que sua equipe se sinta dona do hotel e do projeto em si.

INOVAÇÃO E EXEMPLO DE GESTÃO

Outro item importante nesses novos tempos é a inovação. Mas primeiro vamos conceituar o termo, que traz muitos equívocos. Por onde começar a inovar.no hotel? O mais difícil em qualquer ambiente hoteleiro é fazer o básico bem feito. Entregue isso e já será inovador na sua prestação de serviços.

Além disso, os colaboradores são o próprio diferencial competitivo, desde que acreditem no produto que têm em mãos e cuidem do patrimônio que lhes foi confiado. Isso acontece apenas com a força do exemplo que a gestão deve aplicar na prática diariamente. Sem isso, seu hotel é mais um hotel como qualquer outro no mercado.

BEM-VINDO À INSTABILIDADE

No mundo dos negócios, não existe estabilidade. Esta frase não é minha e sim de um grande visionário que admiro muito e me espelho muito em sua forma de conduzir seus negócios.

Na indústria da hospitalidade, nada é estável. Por isso, é importante a condução, avaliação, análises diárias do seu negócio como um todo até o ponto de refazer suas estratégias, recomeçando e reconstruindo tudo do zero.

OCUPE-SE COM SEU HOTEL

Muitas vezes, a gestão se preocupa mais com a concorrência do que com seu próprio hotel. Talvez esteja aí um ponto que precisa ser revisto na forma de enxergar sua metodologia de trabalho.

A concorrência é muito importante, pois faz com que você saia da sua zona de conforto, mas tentar superar a concorrência a qualquer custo não vejo muita vantagem nisso.

Vamos entender ou interpretar a nossa indústria, esse universo da hotelaria. Acredito que todos os integrantes deste mercado já tão conhecido já conseguem visualizar e até aceitar tudo o que acontece em seu entorno.

A concorrência é grande, bandeiras e marcas diversas, gestão de todos os níveis. Nossa indústria tem sempre perseguido praticamente os mesmos clientes pela vida toda.

A cada entrante, parece que a fatia do bolo nunca aumenta, ela só é dividida entre as partes já existentes. Você concorda?

RENTABILIDADE E NOVAS DEMANDAS

A eficiência pela rentabilidade parece que vai diminuindo de tempos em tempos. É quase uma guerra, que vença o melhor. Analisando por outro ângulo e falando especificamente da hotelaria no Brasil, vejo ainda muita demanda a ser trabalhada ou algo que muitos de nós ainda não conseguimos visualizar como fatia importante que poderá contribuir em nosso negócio.

Você considera sua empresa, seu hotel, resort bem-sucedido ou fracassado pois não consegue evoluir de acordo com as exigências que se apresentam rapidamente no mercado?

Com esta retomada pela economia, você gostando ou não, vai acontecer de muitas empresas hoteleiras fazerem conta para aceitarem clientes por preços inferiores aos praticados pelo mercado. Vale a pena?

Essa análise só você terá a resposta de acordo com o seu bolso. Na minha visão, recomendo evitar ou não fazer competição burra pelo mesmo mercado já estabelecido.

Às vezes gastamos tanta energia brigando pela mesma fatia e não conseguimos enxergar ou ir atrás de novos mercados ou até mesmo reinventar o seu próprio negócio.

REFLEXÃO SOBRE SEU NEGÓCIO

Nesta pandemia, o que você criou de inovação para o seu negócio? Ou não criou nada e ficou só se preocupando o que o seu concorrente está fazendo?

Seria muito inteligente da sua parte se você focasse na inovação do seu produto hoteleiro e não ficar gastando energia com os seus concorrentes. Sempre haverá oportunidades. É você que não está conseguindo enxergar.

Observe o seu mercado, observe o que não tem no seu mercado atualmente. Identifique as empresas que já compõem o seu mercado e descubra com o seu time de cérebros como é possível se diferenciar de tudo e todos.

A mentalidade do gestor e da empresa como um todo deve ser focar na excelência. Eliminar o “mais ou menos”, eliminar a filosofia de que “aqui sempre foi assim”. Desta maneira, você cria uma cultura da alta performance em tudo que se propõe a realizar na gestão da sua operação hoteleira. Está cheio de oportunidades. Tenha pensamento inovador na sua gestão.

Qual é o seu diferencial? Posso citar um que vale muito a pena. Invista em pessoas. Faça com que o seu time confie na sua gestão transparente, no seu produto, serviços ou gestão como um todo. O resto do seu resultado será reflexo deste investimento em pessoas.

CRIE OPORTUNIDADES 

É possível que existam demandas ainda pouco exploradas na indústria da hospitalidade. Crie valor no seu produto, faça seu hotel, resort ser “amado e desejado” pelos seus clientes, hóspedes.

Gere inovação de valor: como o meu hóspede está me vendo agora com este retorno durante a pandemia? Seja em preço, custo, benefício, localização, segurança?

Meu produto está atualizado? O que eu cobro, vale? Eu entrego uma prestação de serviços focado na excelência? Minha qualidade realmente faz a diferença ou estamos aqui achando que somos bons e não somos?

A partir de então, o objetivo da indústria da hospitalidade é buscar novas demandas, abrir novos mercados através da sua gestão, produto ser/estar impecável ao ponto dos que estão à sua volta se tornarem irrelevantes. Pare de ficar competindo com A ou B e comece para ontem a criar diferenciais na sua operação hoteleira.

Confira mais artigos no site do Nilson Bernal

@NilsonBernalHotelier
Consultor na área da hotelaria e hospitalidade, palestrante e escritor. Atua na Indústria Hoteleira há mais de 20 anos em companhias como Complexo Jurema Águas Quentes, Bourbon Hotéis & Resorts, Mabu Hotéis & Resorts, Bristol Hotéis & Resorts e Atlantica Hotels. É embaixador pela Divine Academie Française des Arts Lettres et Culture (Paris). Membro Executivo de Honra da Academia Europeia da Alta Gestão desde abril/2019.

Deixe uma resposta