Trabalhadores da Sanepar rejeitam proposta salarial e aprovam indicativo de greve

0
680

Paralisação deve ser realizada na próxima semana caso a empresa não apresente uma proposta com ganho real aos funcionários

Os trabalhadores da categoria operacional da Sanepar representados pelo Sindicato dos Trabalhadores no Saneamento (Saemac) rejeitaram a proposta de renovação do Acordo Coletivo de Trabalho apresentada pela empresa e aprovaram indicativo de greve para os próximos dias.

Alegando estar com dificuldades financeiras, a Companhia de Saneamento do Paraná ofereceu ao quadro funcional apenas o reajuste salarial pelo INPC.

O resultado da fraca proposta foi uma rejeição por parte de 84,6% dos trabalhadores. De acordo com o presidente do Saemac, Gerti José Nunes, enquanto os saneparianos não se sentirem valorizados, dificilmente alguma proposta será aprovada. “O discurso de que a Sanepar está passando por dificuldades financeiras, e isso justificaria uma proposta tão fraquinha, não convence, especialmente quando vemos a imprensa divulgar o quanto a Sanepar gasta com os cargos comissionados, aqueles ditos ‘estratégicos’, mas que ninguém sabe explicar o que fazem dentro da empresa. E isso nós alertamos aos diretores. Dissemos em várias oportunidades que o trabalhador sanepariano, aquele que faz a empresa ter lucros milionários todos os anos, não iria pagar o pato para que os altos salários de indicação do Governo saíssem ilesos nesta ‘crise financeira’ ”.

A empresa foi notificada sobre o resultado da votação da proposta e tem até o dia 17 deste mês para se manifestar e agendar uma nova reunião com os sindicatos a fim de retomar a negociação salarial. Caso isso não aconteça, no dia 18 os trabalhadores deverão paralisar suas atividades.

Contelle Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta