Anvisa aprova novo medicamento para tratamento de pacientes com melanoma metastático

0
966

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou no dia 11 de janeiro de 2016, o uso do medicamento TafinlarT (dabrafenibe) para o tratamento de pacientes portadores do melanoma metastático com mutação positiva dos genes BRAF V600E.

Para se ter uma ideia da gravidade do problema, o câncer de pele é responsável por cerca de 25% dos tumores. Somente no Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima 181 mil novos casos da doença em 2016. Somente o melanoma corresponde a cerca de seis mil novos ao ano, além de ser um tipo de câncer raro e o mais agressivo da doença.

Aproximadamente 50% dos casos de melanoma apresentam a mutação BRAF. A doença por ser agressiva pode migrar para outros órgãos. Por isso, os pacientes com melanoma avançado têm taxa de sobrevivência de 05 anos. No entanto, graças aos avanços no tratamento da doença e as novas descobertas, essa realidade vem mudando.

A aprovação da Anvisa vai contribuir ainda mais para o novo panorama de tratamento da doença. Baseado em um estudo clínico que envolveu 250 pacientes com melanoma metastático foi possível verificar que o dabrafenibe é superior a dacarbazina, um químico comum. Além disso, o TafinlarT tem um perfil distinto de eventos adversos dos outros inibidores BRAF aprovados.

O que é melanoma ?

Melanoma é um tipo de câncer de pele que começa nas células produtoras de pigmentos, os melanócitos. Elas se tornam anormais, crescem sem controle e invadem agressivamente os tecidos vizinhos. Embora o melanoma seja menos comum que outros tipos de câncer de pele, ele é o mais grave. Felizmente, pode ser curado se pego e tratado em seus primeiros estágios, quando afeta apenas a pele. Em seus estágios mais avançados, pode espalhar pelo sangue e pelo sistema linfático para outros órgãos e ossos, tornando a cura difícil.

As causas mais comuns dos melanomas são: Exposição à radiação ultravioleta. Danos no DNA dos melanócitos devido à exposição ao Sol e à radiação UV é uma das principais causas de melanomas. Outros fatores, como histórico familiar aumentam os riscos, mas a exposição solar é o fator que pode ser mais bem controlado.

Primeiros sinais

O mais importante sinal de alerta contra o melanoma é qualquer mudança no tamanho, na cor ou no formato de uma pinta ou de outros sinais da pele, como marcas de nascença. Observe mudanças que ocorrem em um período de semanas ou de um mês.

Deixe uma resposta