Maio Amarelo: 31 dias para mudar o trânsito

0
1341

No mês de maio, diversas ações são realizadas em todo o território nacional, com o objetivo de conscientizar toda a população sobre o alto índice de mortes e feridos no trânsito, essas ações fazem parte do Movimento Maio Amarelo.

Neste ano, o Detran PR em parceria com o Governo do Estado lançou a campanha “Maio Amarelo – 31 dias para mudar o trânsito”, que consiste em contar 31 histórias de vítimas de acidentes. Todos os dias, durante o mês de maio, os depoimentos inspirados em fatos reais vão fazer com que você tome ainda mais cuidado nas ruas e nas estradas. O tema também será explorado com matérias, infográficos, peças em sites e redes sociais.

Dos 31 vídeos, 19 já podem ser vistos neste link. A criatividade e a produção da campanha tem chamado bastante a atenção, não apenas pela riqueza de detalhes, mas por se tratar de histórias baseadas em fatos reais e que poderiam ter sido evitadas, caso as medidas corretas fossem tomadas.

“A ideia é que cada pequena campanha funcione separadamente, chamando atenção e pautando discussões sobre o assunto daquele dia. Ao mesmo tempo, nossa expectativa é que a campanha maior, resultado destes 31 dias, mostre que pequenas atitudes, pequenas mudanças de comportamento, salvam vidas”, conta o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

 Maio Amarelo

Acompanhando o sucesso de outros movimentos, como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, os quais, respectivamente, tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “Maio Amarelo” estimula atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

Para se ter uma ideia da importância desse tema, os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, antecedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito.

Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas em todo o mundo devam morrer no trânsito até 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, cerca de 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos. A intenção da ONU com a “Década de Ação para a Segurança no Trânsito” é poupar, por meio de planos nacionais, regionais e mundial, cinco milhões de vidas até 2020.

Confira o vídeo da campanha “Maio Amarelo – 31 dias para mudar o trânsito” do dia 19.

Deixe uma resposta