Férias de verdade!

0
910

As férias costumam ser o momento mais esperado do ano.

Tirar férias significa se permitir uma pausa.

A rotina dos adultos é intensa.

O índice de maior estresse é das pessoas entre idade de 30 aos 40 anos: fase em que os pais estão envelhecendo tendo não raro algum problema de saúde e os filhos entrando na adolescência, ou no caso das mulheres: a crise pela decisão de tê-los ou não diante da carreira ou de uma nova união.

Férias de Verdade_Revista Vida Interessante_1

Em geral, o adulto intercambia e sustenta duas gerações muito diferentes: a dos pais e a dos filhos. Sem ter como dar conta de suas próprias necessidades, sequer descobrir quais são, o adulto se subdivide para acudir duas gerações em fases opostas: a mais antiga se prepara para desacelerar e pousar, enquanto que a mais nova se prepara com força total para decolar.

Por isso, férias, mais do que um luxo, é uma terapia, uma fonte de renovação para mais um ano que se inicia!

Algumas pessoas viajam para o silêncio da vida campestre ou da serra, outras para o agito no litoral. Outras preferem as capitais nacionais ou internacionais a fim de se atualizarem culturalmente com visita a museus, cinema, teatros, exposições, shows, moda.

Férias de Verdade_Revista Vida Interessante_1lendo8

Há ainda as pessoas que preferem ficar em casa para fazer “nada”, pois se refazem no vazio, no ócio.

Há aquelas que aproveitam as férias para estreitar os vínculos mais íntimos, se exclusivando para a família, visitando parentes distantes, amigos de infância e da escola e até do período da universidade.

Férias de Verdade_Revista Vida Interessante_1familia

Há quem prefira aprender algo novo nas férias, como cursos de verão de idiomas, de esportes, arte.

Há aquelas que adoram ler, entrando madrugada a dentro, folhando páginas e páginas na reconfortante solidão da madrugada.

Férias de Verdade_Revista Vida Interessante_1 lendo5

As leituras de férias tem uma única função: a diversão mental. Os europeus fazem muito isso, tanto em casa, quanto viajando. Os estadunidenses também. Carregam na mochila vários livros que na medida em que são lidos, são deixados em hotéis, pousadas, metrôs ônibus, aeroportos e em trens. Os nossos vizinhos Portenhos também leem muito.

Falando em viagem, poupar peso extra na mala é uma arte. Ninguém merece carregar peso nas férias. E livro pesa! Sorte é que muitos livros já podem ser baixados nos Tabletes!

Férias de Verdade_Revista Vida Interessante_12942

Seja como for, as férias ideais são aquelas cuja véspera gera alívio e o retorno, traz na bagagem, a saudade de casa: daquele cantinho que é só seu.

Férias sem saudades de algo, indica que algo precisa ser otimizado em sua rotina. Por exemplo, trabalhar num lugar em que o salário seja o único motivador, exige uma atenção especial. Estudos científicos sobre felicidade apontam que as pessoas mais felizes não são as de salários mais altos.

As pessoas mais felizes são as que sentem satisfação pessoal por se sentirem valorizadas, aceitas e respeitadas no ambiente de trabalho. Nele investimos um terço do nosso dia, quase todos os dias da semana, por quase três décadas do auge de nossa vida adulta.

As férias servem até para uma reflexão de nosso lugar no mundo. Por isso, retornar à rotina mais descansado, renovado ou cheio de ideias novas é sinal de que você realmente teve férias de verdade. Descansou seu cérebro, ativou áreas novas, renovou suas sinapses, oxigenou sua mente e seu corpo com novas ideias, novos ares, novos sabores, novos perfumes, novas paisagens!

Férias de Verdade_Revista Vida Interessante_1o-que-fazer-nas-férias-de-verão

Então a saudade dos familiares, dos amigos, de casa, dos colegas de trabalho, dos clientes pode ser uma pista para mantermos ou melhorarmos algo em nossa vida cotidiana ao longo do ano.

Uma pergunta caberia aqui: o que podemos fazer ao longo de cada mês, a começar por janeiro, para que dezembro não seja tão estressante e angustiante?

(Sabia que o maior índice de suicídio e acidentes no Brasil ocorre em dezembro, principalmente no período entre Natal e Ano Novo? É o momento em que os brasileiros mais entram em crises existenciais: separações, dívidas, brigas conjugais).

As férias de verdade em geral nos dão duas alegrias: o alívio de partir e a saudade de voltar.

Poesia:

“la casa

no está en el mar mi casa / ni en el aire/

en la gracia de tus palabras vivo/”

Juan Gelman (1930-2014)

Deixe uma resposta