Cuidado com o aluguel de temporada!

0
820

Passar as férias em um lugar tranquilo e de sua preferência é maravilhoso. Mas para que tudo ocorra como planejado é preciso muita atenção, que começa na busca pela estadia ideal. É importante verificar as condições do imóvel, a localização, o acesso e principalmente, a segurança do local.

Por isso, o recomendado é visitar a casa sempre que possível. Já que o consumidor tem o direito de vistoriar o imóvel em companhia do proprietário ou representante e deve relacionar as condições gerais em que ele se encontra para evitar o pagamento de eventuais danos que não tenha causado. Atenção deve ser redobrada com os anúncios feitos na internet, muitos deles são falsos. Certifique- se antes de alugar.

Outro detalhe importantíssimo! Se as condições da casa não se equipararem com o prometido pela imobiliária ou pelo proprietário, o locatário tem o direito de exigir a devolução do valor pago, como garante o artigo 35 do Código de Defesa do Consumidor. Nesse caso, o inquilino precisa desistir de ficar no imóvel. Se optar por permanecer no local, o consumidor pode negociar um abatimento no preço, proporcional à queda na qualidade das características ofertadas.

Para evitar transtornos, atenção às dicas do Idec:

– sempre que possível visite a casa e liste as condições gerais em que ela se encontra;

– busque referências sobre a imobiliária ou o locador;

– informe-se sobre a infraestrutura da região;

– faça um contrato que discrimine o que foi tratado verbalmente, como as datas de entrada e saída do imóvel, nome e endereço do proprietário, preço e forma de pagamento, local de retirada e entrega das chaves;

– o prazo máximo de uma locação por temporada é de 90 dias e o pagamento do aluguel pode ser exigido antecipadamente e de uma só vez. Exija recibo!

(fonte: Idec)

Deixe uma resposta