Coronavírus derrubou todo planejamento estratégico da hotelaria

0
290
Foto: Jeffrey Czum no Pexels

Eu tenho lido, faço pesquisas e acompanho muito este assunto sobre o Coronavírus (COVID-19), em especial seus efeitos na hotelaria mundial, e posso observar que nenhum planejamento estratégico existente poderia prever o que os hoteleiros estão passando agora.

Foto: Fauxels no Pexels

Como é que a gestão destes negócios hoteleiros no mundo vai agir daqui para frente? O cenário atual é de total incerteza. Perdas enormes virão, já estão acontecendo a todo instante, recessão e, infelizmente, muitos ficarão no meio do caminho. Como agir nestes momentos de desespero e caos total?

É possível nos preparar frente a estes prejuízos? Qual é a melhor maneira de agirmos em conjunto?

Existem redes hoteleiras centenárias no mundo e posso citar uma delas que ao longo de toda sua história tem seguido um valor imensurável na prestação de serviços. Seu lema ou mantra é “cuidar dos nossos convidados e associados”. Este valor hoteleiro é norte para seguir em frente e enfrentar esta crise, essa recessão causada pelo Coronavírus (COVID-19), cuja Organização Mundial de Saúde declarou uma pandemia no mundo.

Neste momento de caos total, nossos pensamentos e ações devem ir principalmente para as pessoas que foram afetadas e devemos continuar respeitando e apoiando todos os profissionais da saúde e todos aqueles que estão na linha de frente trabalhando 24 horas por dia para conter essa situação.

Todos os hoteleiros no mundo estão monitorando e ativamente vigilantes, tomando todos os respectivos cuidados para garantir a segurança dos que estão ainda trabalhando e mantendo uma estada saudável aos clientes, hóspedes.

Confiança nas redes hoteleiras

Aos clientes, hóspedes que tiveram que cancelar suas viagens, recomendo remarcarem e confiarem nas redes hoteleiras, pois todas estão engajadas em entregar o melhor dentro de suas operações. Em primeiro lugar a segurança de todos.

Mantenham suas reservas e confiem na gestão, pois todos estão trabalhando em prol do seu conforto e segurança para que, assim que isso passar, todos possam seguir suas vidas o mais normal possível.

Toda a hotelaria mundial tem reforçado e recomendado medidas apropriadas de saúde e segurança orientando a todos.

Estamos vivendo um momento VUCA

São tempos difíceis e todos os hoteleiros devem priorizar a segurança e o bem-estar de todos. No mundo inteiro o turismo, a hotelaria tem sido afetada diariamente. Ocupações nos hotéis estão em média de 8% a 10% para menos. Hotéis fechados em grandes centros. Negócios estão parando em vários lugares ou reduzindo drasticamente em outros tantos.

Ninguém sabe quando essa crise, recessão começará se recuperar e voltar ao normal. Vejo que o primeiro trimestre deste ano de 2020 será extremamente difícil para todos os hoteleiros no mundo. Estamos vivendo um momento volátil, incerto, complexo e ambíguo, o tal mundo VUCA, que já afetou diretamente os profissionais da hotelaria quanto suas empresas de forma geral.

Nem os mais pessimistas poderiam prever esse cenário

Normalmente quando você começa a realizar seu Planejamento Estratégico (PE) para o ano seguinte, você até tenta mensurar determinado impacto negativo para sua empresa, mas quem no mundo conseguiria prever que o Coronavírus (COVID-19) iria parar a hotelaria do dia para a noite?

Prudente agora é ter agilidade e pensar internamente com seu time e ter capacidade para diminuir todos estes prejuízos que virão no seu negócio, hotel, resort.

Gerente geral, operações, diretoria, CEOs, presidentes, acionistas, investidores, proprietários de hotéis e resorts sabem de imediato que algo não está nada bem e tudo parece estar fora do seu controle.

Pense comigo: hoteleiro sério e responsável gosta de ter tudo na mão, saber de indicadores e controlar seu negócio na unha com mão de ferro, gosta de segurança e estabilidade, mas essa situação está fora do seu controle. O que fazer?

Plano de ação: com tudo isso, o que eu posso prever no meu negócio e ser o mais ágil possível para continuar lidando com o inesperado? Invista todo seu tempo, sua energia, seus melhores cérebros nesse brainstorming.

Tudo o que você havia planejado foi por água abaixo. Reveja, estude, analise e busque outros caminhos para reverter esse prejuízo imenso no seu negócio.

Qual seu Break Even Point?

Você sabe quanto custa manter um empreendimento hoteleiro, sabe seu Break Even Point (BEP)? É fundamental ter indicadores reais na mão para tomada de ações e decisões.

As soluções de ontem já não valem para a situação atual em que estamos vivendo. Tem que trabalhar com seu time o imprevisível, pois o caos está instalado, bem como a complexidade, e modelos tradicionais de gestão não serão suficientes para você reerguer seu hotel ou resort.

O que já foi realizado em outras crises do passado? É possível você replicar alguma ação no cenário atual?

Talvez algumas pequenas ações, mas no geral acredito eu que não, pois é um cenário totalmente atípico e você não consegue olhar para trás e comparar seu histórico de gestão.

Reúna seus melhores profissionais, seu time de executivos hoteleiros e trabalhem em conjunto todas as habilidades possíveis.

O que você pode fazer diferente agora?

O Coronavírus (COVID-19) veio para causar um estrago no mundo inteiro, seu negócio corre perigo. Arregace as mangas e ponha a mão na massa, pois as mudanças serão inevitáveis e será preciso muita resiliência para saber lidar com todas elas de “cabeça fria”.

Adapte-se a este caos e seja maduro com equilíbrio emocional suficiente para desenvolver novas estratégias no seu hotel ou resort.

Flexibilidade é fundamental

O que você pode fazer de diferente no seu hotel agora? E assim que isso passar? Flexibilidade total em todas as negociações.

Na minha opinião, flexibilidade neste momento duro em que estamos passando é fundamental, pois estamos lidando com o imprevisível.

“Aceite essa crise”, não brigue com o tema, mas não aceite que ela fique no seu negócio e seja muito flexível nas suas negociações daqui para frente.

Hora de trabalhar junto com sua equipe para lidar com o caos

Tenho absoluta certeza de que na sua empresa você tem gente boa, com cérebro e que vai lhe ajudar a tomar as melhores decisões de resolver estes problemas que estão instaurados na hotelaria.

Um funcionário dentro de hotel terá que fazer a função de três ou quatro ao mesmo tempo. Isso significa entregar mais, fazer mais, ter a capacidade de ser multidisciplinar. Essa atitude será necessária para os tempos de severa economia e redução de custos/despesas que já batem à porta.

Todo mundo está ansioso, estressado, nervoso, mas agora é o momento de manter o equilíbrio junto à sua equipe e trabalharem juntos aprendendo a lidar com o caos.

Esse será o principal desafio da gestão: onde eu busco receita para pagar as minhas contas do mês? E onde vou buscar economizar, cortar, reduzir dentro das minhas operações?

Empresas cinquentenárias e até centenárias já passaram por muitas crises ao longo das suas trajetórias. Será preciso continuar e ter muita coragem para lidar com esta crise.

Para os hotéis que já criaram comitê de crise digo que é uma excelente iniciativa. Tomem decisões em conjunto em benéfico do seu negócio e das pessoas que estão com vocês.

Nós vamos errar, mas é importante agir agora e não ficar esperando para ver o que vai acontecer amanhã. Só não erra quem não faz.

Aprendizado é coletivo e deve unir toda hotelaria

Escrevi outro artigo recentemente sobre o momento e a necessidade de que os hoteleiros se ajudem mutuamente. O caminho mais assertivo na minha opinião é criar entre a hotelaria um ambiente de compartilhamento das melhores práticas e trocar conhecimentos e ações em conjunto.

O aprendizado hoje é coletivo em prol da continuidade das empresas. Não guarde conhecimento só para você, compartilhe com toda a hotelaria. Afinal, não há manual de gestão capaz de nos dizer o que é preciso fazer numa situação nunca antes vivida.

A hotelaria, seja no Brasil ou no Mundo, deve estar conectada entre si e todos devem pensar como um grande time em busca de ações e resultados, pois é questão agora de sobrevivência das empresas hoteleiras.

Um gestor de um empreendimento pensando sozinho não terá o mesmo resultado se todos os gestores, juntos, pensarem em saídas inteligentes para suportar essa crise.

Confira mais artigos no site do Nilson Bernal

@NilsonBernalHotelier
Consultor na área da hotelaria e hospitalidade, palestrante e escritor. Atua na Indústria Hoteleira há mais de 20 anos em companhias como Complexo Jurema Águas Quentes, Bourbon Hotéis & Resorts, Mabu Hotéis & Resorts, Bristol Hotéis & Resorts e Atlantica Hotels. É embaixador pela Divine Academie Française des Arts Lettres et Culture (Paris). Membro Executivo de Honra da Academia Europeia da Alta Gestão desde abril/2019.

Deixe uma resposta