Sabrina Demozzi apresenta novo negócio gastronômico: o food trucks

0
553

O filme do ator e diretor Jon Favreau não é lá estas coisas, mas aborda um tema que está cada vez mais atual: os food trucks. Muito comum nos Estados Unidos e na Europa, este tipo de restaurante “sobre rodas” é um verdadeiro sucesso, pois oferece comida de diversas partes do mundo a preços convidativos. Se por aqui os restaurantes móveis são uma “novidade” e já inspiram até programas na TV a cabo, como o recém lançado “Food Truck – A Batalha” exibido pelo canal GNT, nos Estados Unidos a idolatria já rendeu alguns programas como o The Great Food Truck Race, programa de competição de food trucks que já está em sua 5ª temporada.

No filme, Favreau interpreta o chef Carl Casper que trabalha em um renomado restaurante em Los Angeles. Devido a constantes divergências com o dono do local, interpretado por Dustin Hoffman, e após ser humilhado por um famoso crítico (Oliver Platt) ele decide reavaliar a sua carreira e a sua vida pessoal e conta com a ajuda de sua família para montar um food truck de comida “autêntica”. Assim ele faz a sua fama servindo, entre outros, um típico sanduíche cubano (feito à base de lombo de porco desfiado com queijo e finalizado na chapa). Junto a seu filho e seu fiel amigo e sous chef, ele visita diversos locais nos Estados Unidos provando pratos típicos como um churrasco no Texas e os famosos beignets servidos em New Orleans. O sucesso é grande, porque além da boa comida, a divulgação é feita em tempo real pelo filho de Carl.

Quem deseja se aventurar por esta seara no Paraná deve ficar atento às discussões que vem acontecendo desde o final do ano passado sobre o projeto que regulamenta o funcionamento dos food trucks. Por enquanto, o projeto que está em pauta prevê as regras para o funcionamento dos restaurantes móveis em Curitiba e entre os pontos que ainda estão sendo discutidos estão o funcionamento dos food trucks, a localização e a comercialização dos alimentos. Ainda não há um consenso em relação à regulamentação dos restaurantes e por enquanto, as negociações estão suspensas. Porém, isso não é um indicativo que esta moda não vai pegar. Ao contrário: a procura é cada vez maior. Os investimentos de adaptação de um caminhão para uma cozinha “sobre rodas” podem variar de R$ 30 mil a R$ 200 mil, dependendo do veículo e do tipo de food truck desejado.

Por enquanto, quem quiser se inspirar fique com as nossas dicas de páginas nacionais e estrangeiras sobre este negócio promissor. Confira!

chef-3

http://www.thrillist.com/ – THESE ARE THE 21 BEST FOOD TRUCKS IN AMERICA- O post traz dicas e fotos (de dar água na boca) de 21 dos food trucks mais famosos nos Estados Unidos.

BRAZIL FOOD TRUCK

Brasil Food Trucks- A primeira página brasileira do Facebook especializada no assunto. Compartilha dicas, vídeos e imagens de food trucks por todo o Brasil.

comida de rua

No link: http://goo.gl/yLHCAe do Pinterest você encontra diversas receitas de comida de rua. Mas, uma dica bacana é você apostar em pratos típicos brasileiros. Por que não?

miho- gastro

 

 

Deixe uma resposta