Riscos na alimentação: o perigo está em consumirmos produtos que nos fazem mal

0
713

Com a correria do dia a dia, normalmente recorremos às comidas prontas e industrializadas.  Refrigerantes, alimentos prontos, sucos, achocolatados, enfim, uma diversidade de opções que consumimos diariamente, sem ter a noção de que existe ingerimos em  grande quantidade  um dos principais inimigos da balança e da saúde – o açúcar.

Para se ter ideia, ao tomar uma lata de refrigerante (350 ml) todos os dias, em um mês,  você irá consumir só nessa  bebida, cerca de 1 quilo de açúcar. Parece inacreditável, mas é verdade. Outro produto que parece tão inocente é o famoso achocolatado que muitas mães oferecem para seus filhos como lanche na merenda. Essa bebida consumida todos os dias, seu filho estará ingerindo cerca de 900 gramas de açúcar ao mês.

O açúcar é um dos grandes vilões contra o peso na balança e, porque não dizer um dos grandes inimigos da saúde. O principal  perigo está em consumimos diariamente sem perceber.

Saber escolher o que comer é um dos desafios da vida moderna. As opções são variadas, porém é preciso cuidado e entendimento para não acarretando   problemas futuros, inclusive para os filhos.

Em excesso, o açúcar pode provocar obesidade e diabetes tipo 2, doenças que são evitadas com  reeducação alimentar e atividade física regular. Segundo a médica  Dra. Lilian Aguayo,   o aumento de peso e a  gordura abdominal predispõe as doenças metabólicas.

 

O açúcar nas crianças

Estudos comprovam que crianças que consomem açúcar demais todos os dias, em horários intercalados, podem criar uma dependência física. As causas já são conhecidas  cárie, obesidade, diabetes, falta de memória, dificuldade na absorção de nutrientes e hiperatividade.

Para evitar tantos males, os pais devem estar atentos desde cedo e cuidar para não estimular o consumo de açúcar sem necessidade. Alimentos naturalmente adocicados, como frutas e sucos, não devem receber mais açúcar. Entre os tipos de açúcar para adicionar nos alimentos, prefira o orgânico ou o mascavo, que não contêm aditivos artificiais.

Excesso de açúcar e os efeitos na pele

A médica Dra. Mónica Guato Nuñez, explica que durante muitos anos o chocolate e as gorduras foram considerados os grandes vilões responsáveis pelo aparecimento da acne. A gordura relacionada a acne é produzida principalmente pela glândula sebácea que responde a estímulos hormonais. Hoje estudos relacionam dietas com grande quantidade de açúcar (carboidratos) e a acne. A explicação é que o açúcar em excesso estimula a produção exagerada de insulina. Esta por sua vez, quando acumulada promove um mecanismo de resistência a insulina que provoca a liberação de hormônios androgênicos e favorecem a acne.

As mulheres são mais propensas a comer açúcar

 

Diversas pesquisas científicas demonstram que a vontade de comer doce,  ocorre principalmente nas mulheres, não é apenas problema de comportamento, existe uma necessidade fisiológica, uma verdadeira dependência química pelo açúcar que é visualizado pela pessoa como “vontade de algo doce”. Tudo começa com uma substância conhecida como serotonina, um neurotransmissor, isto é uma molécula que transmite informações entre as células do cérebro. Apesar de serem poucas as células capazes de sintetizar a serotonina existem muitos neurônios que detectam a sua presença e respondem a este estímulo.

E como a vida das mulheres está cada vez mais estressante, os  compromissos cada vez maiores, o tempo cada vez menor  causando desanimo, depressão, insatisfação com a vida tornando mais significativa a relação com o açúcar.

Você consegue desestressar sim!

 Pare, respire e se pergunte: o que me deixou assim nesse momento?

Que tal descobrir qual o vazio (sentimento) que te faz encher de comida?medo, tristeza, raiva, falta de prazer?

Entendendo e mudando pequenas atitudes podemos interferir beneficamente para um novo resulta. A  terapeuta e naturopata Maria Cristina Nemes indica terapias não convencionais para buscar o equilíbrio fisicamente e energético. As terapias naturais como a massagem, a naturopatia e a arteterapia, são eficientes por agirem direto no foco do que gera o stress (emoção) desarmando armadilhas que nos fazem agir sem pensar, e proporcionar escolhas melhores através da consciência e massagem corporal.

A reeducação alimentar começa nas compras:

Fazer boas escolhas faz parte do processo de reeducação alimentar, por isso o momento da compra dos alimentos também é importante, fica aqui algumas dicas da nutricionista Rosicler Cusinato :

1 – Antes de sair de casa faça uma lista com tudo que precisa comprar e guie-se por ela no supermercado, assim você evitará compras de alimentos desnecessários.

2 –  Leia os rótulos dos produtos. Lá você encontrará informações importantes, como teor calórico dos alimentos, quantidade de nutrientes, vitaminas e minerais.

3 – .Prefira os produtos naturais aos industrializados. Evite comprar pratos prontos.

4- Compre muitas frutas para fazer sucos. Se você não tem tempo para preparar, opte pela polpa congelada.

5 – Compre temperos e especiarias naturais, como manjericão, alecrim e outros. Dispense molhos gordurosos. Eles acrescentam muitas calorias nas preparações.

6- Opte pelos pães com fibras, pois são mais nutritivos, auxiliam no bom funcionamento do intestino. Existem vários pães integrais, de centeio, e outros, na versão light, com menos calorias.

7 – Dê preferência às carnes magras e brancas, as quais possuem menos gorduras, são mais saudáveis e consequentemente possuem menos calorias.

8- Quanto mais amarelo for o queijo, maior quantidade de gorduras e mais calorias, portanto prefira os queijos brancos. Dê preferência aos leites e iogurtes desnatados.

9 –  Beba de 2 a 3 litros de água por dia.

 

 

Deixe uma resposta