Novembro chuvoso promove espetáculo ininterrupto no vertedouro de Itaipu

0
342

As chuvas localizadas do começo de novembro na bacia incremental do Rio Paraná elevaram o nível do reservatório de Itaipu e o vertedouro deve permanecer aberto nos próximos dias. Desde a madrugada de sábado, a usina está escoando o excedente de água não usado para a geração de energia elétrica. Na segunda (02) pela manhã, a vazão pela calha direita era de 1.414 metros cúbicos de água por segundo. Nesta terça-feira (03), às 5h, era de 1.442 metros cúbicos de água por segundo, mas o vertimento mudou para a calha esquerda. É a quarta vez que a Itaipu abre o vertedouro no ano.

Para o próximo sábado (07) há previsão de picos de vertimento de mais de 4 mil metros cúbicos de água por segundo, o equivalente à vazão média de duas Cataratas do Iguaçu, que também está com o volume acima do normal, em consequência das chuvas no Rio Iguaçu.

Desde às 2h da madrugada deste domingo (01), o vertedouro de Itaipu está escoando. O escoamento variou entre 700 metros cúbicos de água por segundo a quase 2 mil metros cúbicos de água por segundo.  É um espetáculo a mais para quem visita as atrações do Complexo Turístico Itaipu.

Itaipu abriu pela primeira vez o vertedouro este ano em junho. Na época, durante a cheia incremental da bacia do Rio Paraná, os picos de vertimento ultrapassaram os 14 mil metros cúbicos de água.  Em outubro foram outras duas vezes. O vertedouro de Itaipu tem três calhas, a direita, com quatro comportas, a central, com outras quatros e a esquerda, com seis.

Recordes

Itaipu está operando em carga plena e chegou a registrar três recordes consecutivos de geração horária no mês passado, o que significa que tudo o que o setor elétrico brasileiro e paraguaio pede, a usina está atendendo, dentro do limite de consumo dos dois países. Embora seja um espetáculo para os turistas, o escoamento só acontece quando há excedente de água.  O reservatório da usina está no nível máximo de operação, que á a cota 220,30 metros acima do nível do mar.

Por: Assessoria – Itaipu Binacional.

Deixe uma resposta