Ramadã: mês sagrado para os muçulmanos

0
421

Nesta segunda-feira (6) teve início o mês sagrado para os muçulmanos, o ramadã. Segundo a tradição islâmica, durante todo o mês de junho, os dias são reservados à reflexão e jejum do nascer até o pôr do sol. Durante a noite, a alimentação é permitida, porém, é restrita. O ramadã tem como objetivo, purificar o homem com oração e jejum, que são os principais pilares da religião muçulmana.

Em Foz do Iguaçu, cidade que abriga a segunda maior comunidade árabe do país, cerca dos 20 mil fiéis levantam cedo para a primeira das cinco orações do dia, antes das 6h, juntamente com a leitura do Alcorão, livro escrito pelo profeta Maomé.

Durante o dia os muçulmanos são encorajados a sair de suas rotinas para ajudar os necessitados, financeiramente e emocionalmente. Alguns acreditam que uma recompensa por uma boa obra ganha durante este mês é multiplicada por 70 ou até mais. Por isto, o Ramadã também é conhecido como o mês da caridade e da generosidade.

Os últimos 10 dias do Ramadã são considerados especialmente abençoados, com destaque para a 27ª noite que é chamada de “Noite do Poder”, ou “Noite do Destino”. Acredita-se que nesta noite, o profeta Maomé recebeu sua primeira revelação do Alcorão. Para muitos muçulmanos, este período é marcado por uma intensidade espiritual e eles podem passar estas noites orando e recitando o Alcorão.

Após 30 dias de jejum, o fim do mês do Ramadã é observado com um dia de celebração, chamado de Eid-ul-Fitr. Neste dia, os muçulmanos se reúnem num local para oferecer uma oração de graças. Tradicionalmente se utiliza roupas novas e se visita amigos e parentes. Trocas de presentes e receitas de comidas especiais para esta ocasião são preparadas. Após isto, eles aguardam pacientemente o próximo Ramadã.

Para confirmar o início do Ramadã, um grupo de muçulmanos da cidade esteve no fim da tarde de domingo (5) no Polo Astronômico de Itaipu com o objetivo de observar a posição da lua, o que define o início do ramadã.

Deixe uma resposta