Massagem modeladora é uma boa aposta para reduzir medidas no inverno

0
370

A técnica, além de acelerar o metabolismo, proporciona benefícios como queima de gordura e curvas mais definidas

Falar em massagem é falar em bem-estar. Melhor ainda é quando, além do relaxamento, a técnica propicia uma coleção de benefícios que encantam a mulherada. Sabe do que estamos falando? É da massagem modeladora! O procedimento que conquista a aprovação de todos que o conhecem é feito com movimentos mais intensos, para que atinja camadas mais profundas da pele. Assim, ela se torna eficaz contra vários inimigos femininos, como a celulite e a retenção de líquidos.

Se você busca ativar o metabolismo local, a massagem modeladora vai se tornar a sua queridinha do momento! A técnica acelera a ação do organismo, fazendo com que a queima de gorduras aconteça de forma mais rápida no abdômen, quadris, glúteos e coxas. E a massagem modeladora pode ganhar aliados na missão de manter o corpo em forma: além das mãos, podem ser utilizados o bamboo, para modelar o corpo, além de proporcionar oxigenação da área, e a manta térmica, que é excelente na hora de reduzir medidas, já que a emissão de calor é essencial para ativar o metabolismo.

Além disso, produtos com princípios ativos associados a essa prática também intensificam a queima de gorduras. A esteticista Margarete Milanski Ribas, da Clínica Naoru Estética e Saúde, afirma que o uso das mãos é o principal. “Outros aparelhos auxiliam muito no processo, como lipocavitação e ultrassom, mas as mãos dão um resultado fantástico”, comenta a profissional.

Quanto à frequência de sessões, Margarete comenta que isso depende do procedimento: “é possível fazer até três vezes por semana em alguns casos. Podemos fazer combos intercalando procedimentos, como a sequência lipocavitação, modeladora, manta, drenagem, modeladora e bamboo”, explica a esteticista.

É importante ter em mente que a massagem modeladora não é indicada para gestantes nem para pessoas que sofrem de problemas de saúde como osteoporose, trombose e infecções, pois a intensidade do tratamento pode ser prejudicial.

O inverno é um bom momento para conhecer a técnica e garantir o corpo saudável e bonito para as estações mais quentes. Que tal!?

Contelle Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta