Marco das Três Fronteiras vai gerar 132 empregos

0
772

Foz do Iguaçu – PR- Local terá sete atrativos, como restaurantes, projeção na água e passeios de barco; estrutura vai impulsionar turismo. A Cataratas S.A foi a empresa vencedora do processo de licitação de concessão do Marco das Três Fronteiras. Após a aprovação, o projeto para a nova estrutura foi apresentado. O local será transformado em um complexo turístico com vila de entretenimento, torres temáticas, trilhas terrestres, memorial Cabeza de Vaca.

O projeto inclui ainda projeção no espelho d’água que circundará o obelisco da Tríplice Fronteira, píer para passeio de barco, e o Espaço das Américas que será totalmente recuperado.

A implementação das estruturas vai gerar 132 empregos diretos, além de criar novas possibilidades para outros trabalhadores do turismo, como transportadores e guias.  A primeira etapa da obra deve começar ainda este ano e ficar pronta em 2017. “O prazo para a realização das obras iniciais é de dois anos. A Cataratas do Iguaçu S.A. acredita que, ainda no mês de junho, realizará a visita técnica com os representantes do poder público municipal e concluirá todos os trâmites legais para então começar o trabalho”, explica o gerente da Cataratas S.A, Adélio Demeterko.

O Marco das Três Fronteiras completará 112 anos em julho. O obelisco marca o encontro de três países, Brasil, Paraguai e Argentina justamente na foz do rio Iguaçu que deságua no rio Paraná, proporcionando uma vista única. A localização privilegiada, entretanto, não estava sendo aproveitada. Atualmente o espaço oferece pouca infraestrutura e nenhuma opção de passeio ou lazer.  “Nós queremos resgatar este atrativo turístico e colaborar para o desenvolvimento sustentável do turismo, que consequentemente irá contribuir para a geração de emprego e renda para a região”, ressalta Demeterko.

Anexo ao Marco, o Espaço das Américas também fará parte do complexo. A instalação vai comportar espaços de lazer, gastronomia, cultura e convivência, além de servir como ponto de apoio aos visitantes.

Prazo de concessão é de 15 anos

O investimento será de R$ 28 milhões. O espaço será administrado pela Cataratas S.A por 15 anos, conforme o contrato de concessão. A empresa fará a cobrança de ingresso para acessar o local, o custo será de R$ 12 para moradores da região e R$ 18 para turistas. O grupo poderá ainda manter a rentabilidade do local com a venda de produtos e alimentos. O contrato prevê o repasse de 5% do faturamento mensal para a prefeitura.

Atrativos devem atender  mais de 500 mil visitantes por ano

O presidente do Fundo Iguaçu e superintende de Comunicação Social da Itaipu Binacional, Gilmar Piolla, destacou por meio das redes sociais a capacidade do novo complexo. “Foz do Iguaçu vai ganhar um novo e importante atrativo turístico, que contribuirá para aumentarmos o tempo médio de permanência dos turistas na cidade. O Marco das Três Fronteiras, juntamente com o Espaço das Américas, tem potencial para atrair mais de um milhão de visitantes por ano”, afirma.

O Fundo foi responsável pela realização dos estudos de viabilidade econômica e  montagem do edital de concessão do espaço público, o procedimento foi finalizado pela prefeitura na semana passada. Apenas uma empresa apresentou projeto. Piolla acrescentou que o grupo escolhido tem credibilidade. “A empresa vencedora, a Cataratas S/A, que já administra o Parque Nacional do Iguaçu, tem experiência comprovada e sólida capacidade financeira para fazer os investimentos necessários”, publicou. (Foto: Divulgação)

TAMARA SOARES

Deixe uma resposta