Jardim Vertical conquista centros urbanos com visual atraente

0
422

jardim-vertical-7 (1)

Originalmente criados com o intuito de resolver o problema da falta de áreas verdes nos grandes centros urbanos, os jardins verticais foram, aos poucos, conquistando adeptos e ganhando também os espaços internos em casas e apartamentos, compondo belíssimas decorações modernas.

jardim_vertical_294

Visual atrativo – Seja por falta de espaço, ou simplesmente para adicionar um pouco de vida e colorido ao espaço, sem recorrer aos vasos comuns, os jardins verticais e quadros verdes, são ainda, um ótimo artifício para combater as ilhas de calor, além de conferir um aspecto visual bem mais interessante.

IMG_5437_hdr

Purificadores – Outra vantagem da utilização das plantas em ambientes internos, seja como jardins verticais ou mesmo em vasos, é que elas funcionam também como purificadores de ar, pois retém os compostos orgânicos voláteis (COV), materiais particulados, fumaça de cigarro, além de contribuir para o conforto térmico, pois criam uma barreira, absorvendo a luz do sol e diminuindo o aquecimento do local.

Para todos os gostos – Há disponíveis no mercado, várias técnicas diferentes para a elaboração de um jardim vertical, desde simples aramados ou treliças para fixação de pequenos vasos, paredes construídas com blocos pré moldados de concreto ou blocos cerâmicos, kits específicos chamados wall green, opções feitas com materiais reutilizados como garrafas PET, até sistemas mais sofisticados, com painel eletrônico que se encarrega de regas e adubações, oferendo opções para todos os gostos e tamanhos de orçamento.

Jarim vertical ecoparede

Versatilidade – O primeiro passo para quem deseja montar um jardim vertical em casa, é escolher um espaço onde as plantas possam receber um pouco de luz do sol e ventilação, que pode ser uma varanda, sacada ou mesmo a sala de estar, para então escolher o melhor sistema de fixação dos vasos, bem como o tipo de planta.
Os jardins verticais permitem a utilização de vários tipos de plantas, desde belas folhagens até ervas aromáticas, porém, dependendo a profundidade do vaso, deverá haver um cuidado redobrado na escolha das espécies, buscando plantas de raízes menos profundas, como dinheiro-em-penca, peperômia ou lambari-roxo, por exemplo.

Cuidados essenciais – Seja qual for o tamanho do espaço disponível, técnica de aplicação e tipo de planta escolhida, alguns cuidados são essenciais para manter o jardim vertical bonito por mais tempo. A princípio, os cuidados são os mesmos de um jardim convencional, como regas periódicas, adubação, ventilação e insolação, de acordo com cada tipo de planta.

 

Deixe uma resposta