comissão organizadora do natal das cataratas

0
455

Os Vereadores aprovaram em 1ª e 2ª discussões o Projeto de Lei nº 72/2015, de autoria do Prefeito, a qual trata do Natal das Cataratas do Iguaçu, a fim de possibilitar a criação da comissão organizadora do evento, buscando apoio da sociedade e do comércio local. O PL foi aprovado com voto contrário do Vereador Paulo Rocha (PSB).

O Vereador Paulo Rocha (PSB) explanou a respeito da postura contrária ao projeto. “Eu voto contra esse projeto, a cidade precisa de outras coisas. Quando a cidade estiver toda arrumada a gente pode fazer esse evento”, enfatizou.

A proposta é além de enfeitar algumas ruas da cidade, contar com atrações culturais, como: orquestra, coral, show com a chegada do papai noel. A autorização legislativa consiste na criação da comissão organizadora, com representantes da ACIFI, COMTUR, ABAV, Sindilojas, Sindhotéis, ICVB, dentre outras entidades e comércio local.

“Nós entendemos que quem faz a cidade crescer precisa ter alguma coisa de retorno. A cidade de Foz do Iguaçu apesar de ser conhecida nacional e internacionalmente pelas belezas turísticas, ela ainda não é uma cidade turística”, destacou o Vereador Dilto Vitorassi (PV).

O vereador Nilton Bobato (PCdoB) que votou favoravelmente ao projeto, afirmou “eu fico pensando de onde tiram uma conclusão de que não podemos fazer o Natal das Cataratas, visto que o turismo é nosso maior resultado econômico. Nós continuamos vivendo dos atrativos que já existem aqui, cidades como Rio de Janeiro fazem da inauguração de algo pequeno um grande evento”. 

“Só agradeço aos companheiros a visão macro da cidade de Foz do Iguaçu. Esse projeto, na cidade de gramado começou há 30 anos, e estamos falando de economia, de comércio. É muito prematuro dizer que a Prefeitura precisa gastar com outras coisas”, explanou o vereador Luiz Queiroga (DEM), ao defender a aprovação do PL. O Vereador Paulo Cesar Queiroz – Coquinho (SD) levantou posicionamento favorável à matéria, mas com um alerta para que haja um planejamento correto.

“É preciso ter um planejamento para isso, com certeza vamos ouvir que existem coisas mais importantes do que isso, mas é importante para isso, só precisamos atentar para os gastos”, esclareceu o Vereador. O Projeto que recebeu aprovação plenária foi encaminhado para que o Prefeito sancione.

(Assessoria)

Deixe uma resposta