CHICO BRASILEIRO PARTICIPA DE REUNIÃO NA ACIFI E DESTACA PROGRESSO ECONÔMICO DA CIDADE

0
87

No mês de maio, Foz do Iguaçu foi à segunda cidade do Paraná que mais gerou empregos formais, perdendo apenas para Curitiba. O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, participou na última sexta-feira (22), de uma reunião com empresários e membros do Observatório Social da cidade. O ato que aconteceu na sede da Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (ACIFI), integra o pacote de ações do Governo Municipal que busca unir os setores públicos e privados em prol do desenvolvimento econômico.

Durante a reunião, o chefe do poder executivo municipal ouviu demandas da classe empresarial sobre alvarás e o sistema de tributação, e aproveitou para apresentar ações que já estão em execução que visam impulsionar o desenvolvimento da cidade, a exemplo do “Destrava Foz”, programa lançado no início do mês em parceria com o SEBRAE, que veio para romper a série de entraves burocráticos e criar um ambiente atraente de negócios no Município.

“O nosso governo tem o compromisso de estar sempre próximos às entidades. Vivemos momentos de grandes perspectivas na economia local, nesta fase tão importante, é fundamental que a prefeitura e o setor privado estejam alinhados”, afirmou.

O presidente da ACIFI, Faisal Mahmoud Ismail, destacou a importância das ações conjuntas, e classificou o prefeito Chico Brasileiro, como uma pessoa de diálogo e de “fácil acesso”.

Aproveitando o momento de confiança política da cidade, grupos de investidores já apresentaram à prefeitura mais de R$ 1 bilhão em projetos que serão executados na cidade nos próximos dois anos e que consequentemente aumentarão o número de empregos.

Confirmando o bom momento econômico, Foz alcançou o saldo positivo de 404 empregos formais no mês de maio. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o desempenho foi o segundo melhor do Paraná, perdendo apenas para a capital, Curitiba.

PRESENÇAS
Participaram da reunião a Secretária de Governo, Salete Horst; associados e membros da diretoria da ACIFI e observadores do OSFI.

Fonte: PMFI

Deixe uma resposta